O Poder Libertador do Perdão
"Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus perdoou em Cristo" Efésios 4:32
Perdão

Em nossa caminhada de vida, sempre estamos construindo relacionamentos, seja ele no contexto familiar, escolar, de trabalho ou comunidade, isto é inevitável. Mas nem sempre esses relacionamentos são duradouros. Somos seres humanos falhos e por vezes decepcionamos e frustramos uns aos outros. Isto acontece em muitos casos, relacionamentos são rompidos por diversos motivos e é neste momento que colocamos em prática o perdão. Para muitas pessoas o perdão está ligado apenas há um sentimento, mas o perdão vai muito além, perdão é decisão!

Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus perdoou em Cristo

Efésios 4:32

O perdão tem um poder libertador em nossas vidas, e a falta de também tem consequências avassaladoras. Geralmente pessoas que não liberam perdão experimentam uma vida amarga, levam consigo mágoas e ressentimentos. Estudos comprovam que a falta de perdão pode desencadear doenças emocionais e físicas. As pesquisas também mostram que o perdão é eficaz e benéfico, o perdão traz cura e libertação. Perdoar é um processo doloroso, mas extremamente necessário e importante para a saúde mental, física e emocional.

Nos dias em que vivemos falar sobre perdão é um grande desafio. Muitas pessoas têm dificuldades em lidar com isso, pois se trata de uma área delicada de nossas vidas. Jesus é o nosso maior exemplo se tratando desse assunto, pois ele além de nos ensinar sobre o perdão, praticou constantemente, no Evangelho de Mateus 18:21 Jesus respondeu ao apostolo Pedro dizendo que deveríamos perdoar não apenas sete vezes ao dia, mas setenta vezes sete, ou seja, inúmeras vezes. Durante toda a sua vida, Jesus demostrou o seu grande amor, passando por diversas pessoas e as perdoando, através do seu sangue derramado na cruz ele escolheu se entregar para nos perdoar e nos salvar.

As Escrituras Sagradas dizem: Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus perdoou em Cristo (Epistola Efésios 4:32). Portanto querido leitor não espere para depois, amanhã poderá ser tarde demais, decida hoje, liberar perdão, pedir perdão, ou até mesmo se perdoar, tenho certeza que você experimentará o poder libertador em sua vida.

Seminarista Danielli Nascimento Batista Pistille